segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Nova Friburgo: mudar para melhor, senhores!

Não faz muito tempo, um prefeito da agradável cidade serrana ameaçou dar início às obras de extinção da calçada da margem direita do Rio Bengalas para a criação de uma terceira faixa de tráfego motorizado.

O nefando alcaide pretendia, com essa ideia absurda e manifestamente anacrônica, atacar um problema urbano real ainda à espera de solução: o compartilhamento da Avenida Comandante Bitencourt pela quase totalidade do tráfego intraurbano e extraurbano que circula pela cidade diariamente.

O sobrecarregamento da  avenida resulta, no meu entender, de duas circunstâncias: a primeira, o atraso histórico na construção do contorno rodoviário (RJ 116), para retirar de dentro da cidade o tráfego de caminhões pesados, muito especialmente aquele gerado pelo polo cimenteiro de Cantagalo, um dos maiores do país; a segunda, a obsolescência da solução de transportes urbanos vigente na cidade, a demandar a faixa da direita da pista sul-norte da Comandante Bitencourt para a quase totalidade dos ônibus que ligam o Centro aos bairros da região de Conselheiro Paulino - de modo que o espaço assim liberado na Avenida Alberto Braune possa ser ocupado... por veículos preguiçosamente estacionados em fila dupla!

Não sei se por falta de dinheiro ou de apoio político, a execução desse projeto foi suspensa e, até onde sei (o que não é grande coisa), não será retomada.

A cidade deve aproveitar esse respiro para acelerar a solução dos problemas que explicam o aparecimento dessa  proposta calamitosa - do contrário, pode ter certeza de que ela voltará!



2013-08-05