quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

O Museu do Ontem de Depois de Amanhã

Museu do Amanhã, Praça Mauá, Rio de Janeiro
Projeto Santiago Calatrava
O museu é do Amanhã, mas a estética flerta com o retrô. Entrevejo o fantasma de Julio Verne no mais recôndito de sua inspiração e penso, sinceramente, que sua atração principal deveria ser a cabine de comando do Nautilus em escala 1:1, com o capitão Nemo personificado por James Mason, versão Madame Tussaud.

Menos mal, porque ciência sem romantismo é um tédio total. Como bem observou, quiçá com uma pitada de ironia britânica, nosso genial ciborgue Stephen Hawking, ao ser perguntado por um jornalista espanhol o que diria a um jovem candidato a cientista do país das touradas: 

— Que se vaya a Estados Unidos. Allí valoran la ciencia porque se amortiza con tecnología.*






http://elpais.com/elpais/2015/09/24/ciencia/1443106788_324837.html 

2015-12-10